Home

Capa Transas do Futuro

Saravá!

Hoje trago a si Transas do Futuro de Jarbas. Esse disco foi relançado em 2011 pela  Vale Verde Records – selo original é por conta da ERLA – 1978.

O cantor e compositor Jarbas Mariz iniciou sua carreira na Paraíba e vem desenvolvendo sua arte desde 1968, primeiro tocando nos conjuntos de baile “Pedras Rolantes” e “Os Selenitas” e depois defendendo músicas de outros compositores em festivais até assumir seu próprio trabalho.

Jarbas gravou seu primeiro disco solo, “Transas do Futuro”, em 1977, pela Erla/Rauland. E m 1990 gravou com Lula Côrtes, o Álbum Instrumental “Bom Shankar Bolenath” (Acordemo-nos Deuses e Deusas a nossa própria Divindade), produzido pela Gravadora Continental; hoje relançado em CD. Em 1995, Jarbas lançou seu CD “Vamos lá pra Casa”, pela Gravadora Camerati; em 2000 gravou o CD “Forró do Gogó ao Mocotó”, em homenagem a Jackson do Pandeiro, pela “Atração Fonográfica” e em 2006 lançou o CD “Do Cariri pro Japão”, pela Gravadora Pôr do Som/Atração.

Iniciou seu trabalho em estúdio nas gravações de outros compositores e, já em 1974, participou do LP “Paêbiru”, de Zé Ramalho e Lula Côrtes. Em 1980, além da gravação instrumental, fez todos os arranjos de base de viola de 12 cordas do segundo LP de Cátia de França – “Estilhaços” – CBS. Participou também do álbum coletivo “Música da Paraíba Hoje – Vol. 1” (1982) com a música de sua autoria “Um certo pessoal”.

Jarbas tem importante trabalho como compositor e suas músicas já foram gravadas por artistas como Eliane, Marinês, Gilberto Gil, Marco Mendes, Gereba (Grupo da Alemanha), Lula Côrtes, Fúba, M4J, Sabah Moraes, Paulo Vinícius, Eliane Camargo, Chico César, entre outros. Ao longo de sua carreira, Jarbas já dividiu o palco com grandes nomes, tais como Zé Ramalho, João do Vale, Lula Côrtes, Marines, Elba Ramalho, Alceu Valença, Pedro Osmar, Lenine, Vânia Bastos, Vange Milliet, Xangai, Lourival Tavares, Demônios da Garoa, Mestre Ambrósio, Orquestra Jovem Tom Jobim e Dominguinhos, Lenine, Chico César e Osvaldinho do Acordeon, entre outros.

Jarbas atuou, com Cátia de França, em importantes Projetos como o “Pixinguinha” /80, primeiro, com Jackson do Pandeiro e Anastácia e, depois, com o Grupo Quinteto Violado e Paulo Diniz. Daí iniciou sua afinidade com Jackson do Pandeiro.

Em 1995, uniu-se ao trombonista Bocato e formou a Orquestra “Forrock and Roll” tocando ritmos como xote, maracatu, côco, etc., em várias casas noturnas paulistanas.
Em 1999 contou com a participação de Elba Ramalho em seu show no Projeto “Aldeia Brasilis” (SESC/Santo Amaro/SP).
Com o Grupo M4J esteve no “Free Jazz” /2000, interpretando suas próprias músicas, e participou com Tom Zé do “Rock in Rio” /2001 e do Projeto “Afinidades” (SESC Santana/SP) em 2008.

Jarbas, paralelamente ao seu trabalho solo, desde 1990, é integrante da banda do compositor Tom Zé, realizando shows nos Estados Unidos, Canadá e vários países da Europa como Inglaterra, França, Suíça, Itália, Holanda, Áustria e Alemanha, onde tem tido participação cantando e tocando nos espetáculos.
Entre tantos, ressaltam os shows no “MOMA” e no “Central Parque” em Nova Iorque, o “Festival de Jazz de Montreal” e o show no “Barbican Center” em Londres, com a participação da Banda Tortoise, de Chicago.

Em 2005, além de seus próprios shows, Jarbas participou, com Tom Zé, de uma tournée pela Europa, onde tocaram no 39º “Festival de Jazz de Montreux”, na Suíça; no “Festival Eurockness”, na França; e no “Fandango Festival”, em Roma, entre outros.
Esta tournée resultou no Filme “Fabricando Tom Zé”, de Décio Matos Jr., lançado em circuito nacional em 2007 e premiado nos Festivais de Cinema do Rio de Janeiro e de São Paulo, hoje encontrado em DVD. Em 2009, Jarbas participou de outro filme, o também premiado, “Tom Zé, Astronauta Libertado” do espanhol Igor Iglesias.

Desenvolvendo amplo trabalho como instrumentista, Jarbas participou, entre outras, da gravação dos discos de Tom Zé, onde canta, toca percussão e bandolim.
Os CDs “The Hips of Tradition” e “Com Defeito de Fabricação” foram produzidos pela “Luaka Bop” (Warner Bross), selo do compositor David Byrne, ex-integrante do grupo “Talking Heads” e os CDs e DVDs “Jogos de Amar”, “Estudando o Pagode” e “Danç-Eh-Sá”, pela Gravadora Trama. Em 2008 participou da gravação do CD “Estudando a Bossa” e, em 2009, do “Pirulito da Ciência”, ambos produzidos pela Gravadora Biscoito Fino.
Ainda com Tom Zé, Jarbas gravou os CDs de dois espetáculos do Grupo “Corpo” de Dança/MG: “Parabelo” (Tom Zé e Zé Miguel Wisnik) e “Santagustin” (Tom Zé e Gilberto Assis). Participou, também, das gravações das músicas: “Eros” – no CD “Standards” da Banda Tortoise de Chicago e “Traffic” da Banda Cake, da Califórnia.

Jarbas mostra seu talento como compositor de trilhas para peças de teatro, assinando a direção musical dos espetáculos “Num lugar de La Mancha”, de Mário Garcia-Guillen (que originou um CD, de mesmo título, gravado por Jarbas e sua banda e convidados) e “A guerra mais ou menos santa”, de Mário Brasini, ambas dirigidas por Valéria di Pietro.
Ainda em relação a trilhas, a música “Inverno I e II”, de Jarbas Mariz e Lula Côrtes, integra, em 2008, a trilha do Filme “O Rochedo e a Estrela”, de Kátia Mesel.

Em 2008, Zé Ramalho lançou o CD “Zé Ramalho da Paraíba”, que resgata os Shows gravados ao vivo, de 1973 a 1976, ainda na Paraíba, e traz a participação de Jarbas em várias músicas. No cinema, além dos filmes de Tom Zé, Jarbas participou, em 2009, do premiado filme “Zé Ramalho, o Herdeiro de Avôhai”, de Elinaldo Rodrigues/PB.

Neste mesmo ano, sua música “São Paulo Esquina do Mundo”, em parceria com Assis Ângelo, foi gravada no CD que acompanha o Livro “SãoPauloMinhaCidade.com”, em homenagem à cidade de São Paulo. Jarbas e Assis compuseram, também, a música “Brasil, País do Futebol”, gravada no CD que integra o Livro “A Presença do Futebol na Música Popular Brasileira”, lançado no Museu do Futebol/SP, em 2010.

Atualmente, Jarbas Mariz está trabalhando no lançamento do seu mais recente disco, uma Coletânea de seus 5 CDs autorais.

texto extraído em http://www.jarbasmariz.com.br/

jarbas-mariz-transas-do-futuro-compacto-7-vinil-500-copias_MLB-O-2922550958_072012

Nas 4 faixas do Duplo Compacto relembramos da fase hippie/psicodélica brasileira.

OUVIR! Jarbas Mariz – Transas do Futuro 1978

A1 – Transas do Futuro 3:22 – canção com um certo swingue caribenho retocadas por  exclamações regadas de fuzz e efeitos percussivos

A2 – Quero Jogar Cartaz com a Humanidade 1:50 – com um excelente tema no piano – lembra muito aqueles do free jazz – guitarras a aumentar o nível de loucura, com um baixo corrido. quem não treme quando se grita NADA! ou não tentou imitar Jarbas a gritar?

B1 – Paragominas 2:54 – levada por um órgão “paroquial”, Paragominas começa espacial nas florestas brasileiras. A musica toma uma mistura de Maracatu Atômico – e tem gente que pensa ter criado o tal maracatu atômico. Ah esse Fuzz setentino!

B2 – Merece Ser 2:43 –  letra hippie curtida – merece ser! tema mais funk do duplo compacto, parece ter um metrônomo a compassar esse funk – já pensou num funk metronado? sim, tem funk essa musica! é isso que se pensa duma excelente funk pisicodelia hippie brasileira!

Altamente recomendado a compra do duplo compacto. interessado? O Vinil Velho tem em estoque está maravilha e por apenas R$38,00 + Frete

Como comprar? Loja Vinil Velho ou diretamente na loja (Rua Trajano Reis, 111 – Bairro São Francisco, Curitiba, BR. +55 (41) 3408-0205 / +55 (41) 3408-0103

600px_59866b42-4904-4044-b12b-46660928c19a

Jarbas – craviola, violão e voz

Bob – guitarra
Odorico – guitarra
G. Coutinho – piano elétrico
Bosco – orgão
Maizena – baixo
Borracha – bateria
João Moleque – bateria
Zé macedo – percussão
Lika – flauta transversal

logoradio2.jpg

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s