Home

115060-000

Baden Powell, és gênio. És.

Já peguei-me a imaginar as tantas formas de relação de Baden com seu violão, suas composições e suas aflições, e sempre pego-me a imaginar algo do tipo: cabeça encostada ao violão – ouvido esquerdo na madeira. O cigarro a cheirar e as vezes a atrapalhar a respiração. O ouvido captando todos os timbres ricos das milhares de notas que Baden desfilava. Ou poderia ser a posição corcunda, olhos serenos, atenção na canção e as cinzas do cigarro jogadas no chão – e de qualquer forma se vê o copo de Whisky na cabeceira dum móvel qualquer.

OUVIR! LISTEN! Baden Powell – Solitude on Guitar – 1971

Baden Powell - Solitude On Guitar - Capa

Solitude on Guitar é de 1971, (mesmo ano do meu primeiro fusca – conhecido como Fuscão.. era amarelo e me dava a pequena impressão de ter sentado num carro que pertenceu nessa boa época). Ele foi gravado em Frankfurt, Alemanha. Nessa época Baden era “ô” violonista mor dos grandes espetáculos – toda sua discografia havia sido reeditada na França e um contrato milionário com a CBS estava em vigor. Nessa mesma Alemanha era conhecido por Mago!

Solitude vem com um repertório eclético – não se trata de uma seleção de “grandes sucessos” do compositor. Ao contrário, as únicas músicas conhecidas são assinadas por outros. Na primeira faixa, Introdução ao Poema dos Olhos da Amada, de Vinicius de Moraes (“Ó minha amada/Que olhos os teus”), sozinho ao violão, Baden mostra seu lado concertista, muito mais clássico do que popular, com o som absolutamente límpido, preciso, mas sem grandes floreios, sem rasqueados. O suingue e o balanço vêm em enxurrada na faixa 2, Chará (acompanhada pela bateria de Joaquim Paes Henrique), a primeira das seis “improvisações” do disco, que nunca mais seriam regravadas – nem tampouco lembradas pelo próprio autor. As outras são NaGafieira do VidigalSolitárioFim da LinhaBrasiliana e Márcia, Eu Te Amo, esta última composta para a namorada Márcia, que estava no Brasil. Baden morria de saudades dela e as matava compondo. Márcia, Meu Amor e Saudades de Márcia foram compostas e gravadas na mesma época, em outros discos.

Na Gafieira do Vidigal é possivelmente apenas um nome pensado ao acaso, pois de gafieira a música – ótima, por sinal – tem muito pouco, enquanto o tema de Fim da Linha parece um esboço do genial Samba Novo que Baden comporia mais tarde. Já Brasiliana traz ecos das composições do violonista Garoto (1915-1955), em sua singeleza contundente, explorando com carinho todas as nuanças do violão. As versões são um capítulo à parte, pelo amplo espectro que abrangem. Há dois Tons Jobins, Se Todos Fossem Iguais a Você (Tom/ Vinicius) e Por Causa de Você (Tom/ Dolores), esta última mais emocionante. O baixista alemão Ebehard Weber, que toca também em Márcia, Eu Te Amo, contribui com Bassamba, que, solado pelo contrabaixo, deixa claro que “tem alemão no samba”. Kommt ein Vogel Geflogen, canção do folclore germânico, vem da maneira mais pura e tradicional, com pouco mais de um minuto e meio de duração, numa bela interpretação. Nada que se compare aos dois minutos de The Shadow of Your Smile (Johnny Mendel), que por si só já valeria o disco, por trazer o Baden inigualável, perfeito na técnica e interpretação, um mestre.(Nana Vaz de Castro)

A1 Introduçao Ao Poema Dos Olhos Da Amada – Baden Powell, Paulo Soledade, Vinicius De Moraes 3:27

A2 Chará – Baden Powell 2:14

A3 Se Todos Fossem Iguais A Voce – A.C. Jobim, Vinicius De Moraes 2:10

A4 Márcia, Eu Te Amo – Baden Powell 5:10

A5 Na Gafieira Do Vidigal – Baden Powell 5:20

A6 Kommt Ein Vogel Geflogen – Baden Powell 1:33

B1 Fim Da Linha – Baden Powell 2:55

B2 The Shadow Of Your Smile – Johnny Mandel 2:00

B3 Brasiliana – Baden Powell 3:27

B4 Bassamba – Eberhard Weber 4:41

B5 Por Causa De Voce – A.C. Jobim, Dolores Duran 2:56

B6 Solitário – Baden Powell 2:52

Violão – Baden Powell

Baixo – Eberhard Weber (A4, B4)

Bateria – Joaquim Paes Henriques (A2, A4, A5, B1, B4)

Co-produtor – Julio Medaglia

Enginheiro – Torsten Wintermeier

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s