Home

DI04226

Hoje voltamos com este sensacional disco da excelente mistura da grande Elizabeth, do mestre bandolinista Jacob e toda a bossa do Zimbo Trio – isto foi em 1968.

Interpretando composições de Vinicius de Moraes, Baden Powell, Ary Barroso, Luiz Peixoto, Ataúlfo Peixoto, Jacob do Bandolim, Luís Bittencourt, Noel Rosa, Vadico,  Luís Antonio, Oldemar Magalhães, Octaviano Romero “Fon-Fon” e Mário Rossi, esse disco mostra a belezura da musica comercial brasileira da época.

OUVIR! Elizeth Cardoso, Jacob do Bandolim e Zimbo Trio – 1968

200px-Elizeth_Cardoso

Elizeth Moreira Cardoso nasceu na rua Ceará, no subúrbio de São Francisco Xavier, e cantava desde pequena pelos bairros da Zona Norte carioca, cobrando ingresso (10 tostões) das outras crianças para ouvi-la cantar os sucessos de Vicente Celestino. O pai, seresteiro, tocava violão e a mãe gostava de cantar.

Além do choro, Elizeth consagrou-se como uma das grandes intérpretes do gênero samba-canção (surgido na década de 1930), ao lado de Maysa, Nora Ney, Dalva de Oliveira, Ângela Maria e Dolores Duran. O gênero, comparado ao bolero, pela exaltação do tema amor-romântico ou pelo sofrimento de um amor não realizado, foi chamado também de dor-de-cotovelo ou fossa. O samba canção antecedeu o movimento da bossa nova (surgido ao final da década de 1950, 1957). Mas este último representou um refinamento e uma maior leveza nas melodias e interpretações em detrimento do drama e das melodias ressentidas, da dor-de-cotovelo e da melancolia.
Elizeth migrou do choro para o samba-canção e deste para a bossa nova gravando em 1958 o LP Canção do Amor Demais,1 considerado axial para a inauguração deste movimento, surgido em 1957. O antológico LP trazia ainda, também da autoria de Vinícius de Moraes e Tom Jobim, Chega de Saudade, Luciana, As Praias Desertas e Outra Vez. A melodia ao fundo foi composta com a participação de um jovem baiano que tocava o violão de maneira original, inédita: o jovem João Gilberto. Wikipédia.

images

Jacob Pick Bittencourt, mais conhecido como Jacob do Bandolim (Rio de Janeiro, 14 de fevereiro de 1918 — Rio de Janeiro, 13 de agosto de 1969) foi um músico, compositor e bandolinista brasileiro de choro. Filho do capixaba Francisco Gomes Bittencourt e da polonesa Raquel Pick, morou durante a infância no bairro da Lapa, no Rio de Janeiro.

São de sua autoria clássicos do choro como Vibrações, Doce de Coco, Noites Cariocas, Assanhado e Receita de Samba. Alcançou popularidade ao montar o conjunto Época de Ouro no início da década de 60, que permanece em atividade até hoje.
Morava em uma casa avarandada com jardim em Jacarepaguá (Rio de Janeiro), rodeado pelas rodas de choro e de grandes amigos chorões. Apesar de não ser um entusiasta do carnaval, gostava do frevo. Estudou no Colégio Anglo-Americano e serviu no CPOR; trabalhou no arquivo do Ministério da Guerra, quando já tocava bandolim. Por fim, Jacob fez carreira como serventuário da justiça no Rio de janeiro, chegando a escrivão de uma das varas criminais da capital. Wikipédia.

zimbotrio

Zimbo Trio é um trio instrumental brasileiro surgido no ano de 1964 e formado originariamente por Amilton Godoy ao piano, Luíz Chaves no contrabaixo e Rubinho Barsotti na bateria. Luíz Chaves faleceu em 2007.

O Zimbo Trio foi formado em março de 1964 em São Paulo por Luíz Chaves Oliveira da Paz “Luíz Chaves”1 (contrabaixo), Rubens Alberto Barsotti “Rubinho”2 (bateria) e Amilton Godoy 3 (piano). A primeira apresentação como Zimbo Trio foi na Boate Oásis, em 17 de março de 1964, acompanhando a cantora Norma Bengell. O show foi produzido por Aloysio de Oliveira. Uma das músicas tocadas foi “Consolação” de Baden Powell e Vinicius de Moraes.
Em 1965, o Zimbo Trio passou a fazer acompanhamento fixo do programa O Fino da Bossa, da TV Record, apresentado por Elis Regina e Jair Rodrigues, um dos mais importantes na divulgação de novos talentos musicais.
Em 1968, o Zimbo Trio participou de um show antológico no Teatro João Caetano que reuniu Elizeth Cardoso, Jacob do Bandolim e o conjunto Época de Ouro. O fruto deste encontro foi o registro de dois volumes gravados ao vivo.
Em 1973, o trio juntamente com o baterista João Rodrigues Ariza “Chumbinho” fundaram, em São Paulo, o Centro Livre de Aprendizagem Musical – CLAM, voltado para a formação musical ampla, sem separação entre erudito e popular. A Escola de música dirigida pelo Zimbo Trio formou gerações de músicos.
Em 2007 faleceu o contrabaixista Luíz Chaves, um dos fundadores do Zimbo Trio. Itamar Collaço4 (baixo elétrico) ficou encarregado de levar adiante o legado do músico ao substituí-lo. Com a entrada de Itamar o Zimbo Trio introduziu o baixo elétrico.
Em 2010 o contrabaixo acústico voltou ao trio com a entrada de Mario Andreotti que substituiu Itamar Collaço.
Atualmente o Zimbo Trio é formado por Amilton Godoy (piano), Mario Andreotti (contrabaixo) e Pércio Sápia5 (bateria) que divide o palco com seu mestre Rubinho Barsotti, que se recupera de uma cirurgia.
Em uma nova fase, o trio, que em alguns shows atua como um quarteto, apresenta um repertório autoral baseado em composições do pianista Amilton Godoy, trabalho registrado em CD e DVD em show ao vivo realizado em novembro de 2010 no Teatro Fecap com show de lançamento em maio de 2011 no Auditório Ibirapuera.
Com mais de 45 anos de carreira e 51 discos gravados, o Zimbo Trio conquistou reconhecimento mundial, excursionando por países dos 5 continentes, divulgando a música instrumental brasileira.
Zimbo foi o nome que os integrantes escolheram para designar o trio. O termo Zimbo, retirado do dicionário afro-brasileiro, significa boa sorte, felicidade e sucesso.6
Zimbo era também uma antiga moeda que circulava no Congo e em Angola.7 No Brasil colonial o Zimbo era uma dentre tantas moedas africanas que circulavam na colônia.

Video Ao vivo de Zimbo Trio com Elizeth Cardoso:

 

A1 Abertura/Elizetheana – Zimbo Trio 4:58
A2 Cidade Vazia – Elizeth Cardoso e Zimbo Trio
(Baden Powell/Luís Fernando Freire) 4:40
A3 Derradeira Primavera – Elizeth Cardoso e Zimbo Trio
(Vinícius de Moraes/Tom Jobim) 3:45
A4 É Luxo Só – Elizeth Cardoso e Zimbo Trio
(Ary Barroso/Luiz Peixoto) 4:29
A5 Estrada Branca – Elizeth Cardoso e Zimbo Trio
(Tom Jobim/Vinícius de Moraes) 4:06
A6 Tem Dó – Elizeth Cardoso e Zimbo Trio
(Baden Powell/Vinícius de Moraes) 2:46
B1 Mulata Assanhada – Elizeth Cardoso, Jacob do Bandolim e Conjunto Época de Ouro
(Ataulfo Alves) 4:04
B2 Jamais – Elizeth Cardoso, Jacob do Bandolim e Conjunto Época de Ouro
(Jacob do Bandolim/Luís Bittencourt) 2:21
B3 Feitio de Oração – Elizeth Cardoso, Jacob do Bandolim e Conjunto Época de Ouro
(Noel Rosa/Vadico) 5:08
B4 Barracão – Elizeth Cardoso, Jacob do Bandolim e Conjunto Época de Ouro
(Luís Antonio/Oldemar Magalhães) 7:10
B5 Murmurando – Jacob do Bandolim e Conjunto Época de Ouro
(Octaviano Romero “Fon-Fon”/Mário Rossi) 4:19

Até Samba!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s