Home

Edson_Machado_Samba_Novo_Front

Boas!! Ontem me perguntaram quem eram as minhas influência na bateria do samba jazz, sempre penso no Milton Banana, Dom Um Romão e claro, no nosso brilhante Edison Machado. E pra quem escuta logo na primeira faixa Nana….perde o folego, quer chorar – se derreter.

Edison Machado

Edison Machado

há alguns anos passados, ainda garoto, apareceu tocando bateria – já nessa oportunidade, era o Sr. ritmo – suas inovações marcaram época e pela primeira vez se ouviu samba tocando no prato. Não tentaremos definir nem explicar a maneira de Edison tocar, porque a sua sensibilidade e a sua técnica não podem ser definidas, nem explicadas com palavras – e a prova clara do que afirmamos é o fato de que, quando Edison viajou pela Europa, entusiasmou os povos daquele continente, magnetizando-os com a magia do seu ritmo. Nos Estados Unidos, Edison tornou-se ídolo de todos aqueles que tiveram a felicidade de ouvi-lo, principalmente músicos. * contra capa disco.

Do Wiki:

Edison Machado (Sampaio, Rio de Janeiro, 1934-1990) ou Edison como muitos o conhecem, fora egresso das gafieiras cariocas e um expoente gerado pelo movimento da Bossa Nova.
É considerado ao lado de bateristas como Milton Banana os maiores expoentes da música brasileira quando o assunto é bateria. Criador de conceitos neste instrumento é o responsável por criar a condução de prato no ritmo do samba na década de 1950.
Inovador, arrojado quando chegou ao Beco das Garrafas no Rio de Janeiro, acompanhava Luis Carlos Vinhas e Tião Neto no Bossa Três e o sexteto Bossa Rio liderado por Sérgio Mendes. Criou o grupo Rio 65 Trio criando o rótulo para a MPM “Música Popular Moderna” quando fim da bossa nova e surgimento da jovem guarda. Seu álbum Edson Machado é Samba Novo gravado pelo selo CBS/Sony até hoje é uma grande referência de samba para bateristas brasileiros e bateristas de todo o mundo, que teve arranjos de Moacyr Santos, J T Meireles, Maciel e Raul de Souza tendo todos eles participado no álbum, mais os músicos Tenório Júnior ao piano e Tião Neto no contrabaixo.
No ano de 1976 Edison viajou aos Estados Unidos da América por onde residiu por 14 anos. Lá gravou com Chet Baker e Ron Carter. Com o grupo Boa Nova apresentou-se em diversos festivais de jazz pelo mundo.

OUVIR! LISTEN! Edison Machado – É Samba Novo – 1964

A1 – Nanã (Moacir Santos / Clóvis Mello)
A2 – Só Por Amor (Baden Powell / Vinicius de Moraes)
A3 – Aboio (J. T. Meirelles)
A4 – Tristeza Vai Embora (Baden Powell / Mário Telles)
A5 – Miragem (J. T. Meirelles)
B1 – Quintessência (J. T. Meirelles)
B2 – Se Você Disser Que Sim (Moacir Santos / Vinicius de Moraes)
B3 – Coisa Nº 1 (Moacir Santos / Clóvis Mello)
B4 – Solo (J. T. Meirelles)
B5 – Você (Rildo Hora / Clóvis Mello)
B6 – Menino Travesso (Moacir Santos / Vinicius de Moraes)

Formação de jogo:

Edison Machado-bateria
Tenorio Jr -piano
Sebastião Neto-baixo
Paulo Moura-sax alto
Pedro Paulo-trumpete
Edson Maciel-trombone
Raul de Souza-trombone
J. T. Meirelles -sax tenor

Bom, faça bom proveito!

Boa audição!

Stay Beautifull!

luiz.jpg

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s